Dietas Personalizadas Podem Amparar A redução de gordura

Como Afinar As Coxas


Cientistas britânicos dizem ter identificado, entre as pessoas que comem em exagero, três perfis distintos de "comilões". Eles testaram dietas específicas para cada grupo e, com base nos resultados, estão esperançosos de que uma abordagem personalizada venha transformar os tratamentos para obesidade no futuro. O experimento, envolvendo especialistas das universidades de Cambridge e Oxford, na Grã-Bretanha, foi conteúdo de um documentário exibido nesta semana na BBC. Tradicionalmente, janeiro é um mês em que muitos iniciam - e abandonam - dietas bem intencionadas pra perder o excesso de peso.


Dieta Da Carne

Desta maneira, solução é, ao invés de optar por uma dieta modelo, cada pessoa deve acompanhar uma dieta feita sob medida pra suas necessidades. A hipótese foi posta à prova em um experimento envolvendo 75 pessoas de diversas cidades britânicas que foram monitoradas em tuas casas durante 3 meses. Os membros foram divididos em três categorias: aqueles que localizam difícil parar de consumir, aqueles que têm desejo de consumir o tempo todo e os que comem por razões emocionais - no momento em que estão estressados ou agoniados. Segundo a equipe britânica, baixos níveis de certos hormônios poderiam socorrer a esclarecer o modo de pessoas que, quando começam a consumir, não conseguem parar. No momento em que alguém come, deste modo que o alimento chega ao intestino, esses hormônios são liberados e viajam pelo sangue até o cérebro, sinalizando para o corpo humano que a pessoa de imediato ingeriu o suficiente e, em vista disso, pode parar de consumir.


Susan Jebb, da Oxford University. Os pesquisadores identificaram, entre as pessoas que comem excessivamente, o grupo daquelas que sentem desejo de comer o tempo todo. Com regularidade, os "cérebros famintos" desses indivíduos as levam a buscar alimentos gordurosos e cheios de açúcar. Giles Yeo, da Cambridge University. Em ocorrências de estresse e aflição, a pessoa que come por razões emocionais pesquisa um tipo de recompensa, ou conforto, no alimento. Jebb. "Não é por aí. Dietas são uma charada de costume. Nunca soube de um estudo que concluiu que as pessoas conseguem perder peso por intermédio de potência de vontade. O que elas conseguem fazer é variar seus hábitos". Dessa maneira, que tipo de dieta qualquer um desses 3 grupos deveria seguir para perder peso? O grupo dos que começam e não param mais de ingerir seguiu uma dieta cujo intuito era fazer com que se sentissem satisfeitos o superior tempo possível.


Quer dizer, uma alimentação rica em proteína e com miúdo Índice Glicêmico (alimentos cujo açúcar é absorvido mais lentamente pelo corpo). Por exemplo, peixe, frango, arroz basmati, lentilha, grãos e cereais. Segundo os especialistas, estes alimentos melhoram a sinalização feita pelos hormônios do intestino. A batata não é indicada, pelo motivo de o açúcar da batata é absorvido muito depressa. Fiona Gribble, da Cambridge University. Pessoas que sentem vontade de ingerir o tempo todo têm dificuldade em seguir dietas 7 dias por semana.




Em vez disso, a equipe recomendou que reduzissem drasticamente a quantidade de calorias consumidas (pra somente 800 calorias diárias) durante 2 dias por semana. Nos outros cinco dias, o grupo foi orientado a ingerir normalmente, no entanto de modo saudável. Esta dieta é conhecida como jejum intermitente. Jebb. "O propósito desta dieta é pôr seus corpos em estado de choque pra que queimem gordura". Indivíduos que buscam conforto emocional na comida fazem isso por vício - e esse vício é trabalhoso de ser rompido, dizem os cientistas. E também adotarem uma dieta saudável, foram orientados a agrupar grupos de apoio na internet e frequentar reuniões. O propósito destas estruturas de apoio era encorajá-los e motivá-los a perseverarem em suas dietas.


Também receberam sessões de Terapia Cognitiva Comportamental para ajudá-los a compreender os pensamentos e comportamentos associados à maneira como se alimentavam. O estudo britânico confirmou algumas práticas que podem ajudar pessoas de todos os grupos a perderem peso. Coma devagar. Isso talvez pode ampliar os níveis de hormônios do intestino que dizem ao cérebro que é hora de parar de consumir. A toda a hora tome café da manhã. Isto reduz o desejo de comer alimentos pouco saudáveis. Sopa faz você se sentir mais cheio. Especialistas dizem que uma sopa espessa deixa você mais contente do que legumes sólidos. Cansaço atrapalha a tomada de decisões e podes acrescentar a vontade por comidas pouco saudáveis. Tenha consciência disso e não faça a lista do supermercado no momento em que estiver cansado e com fome.


Crenças famosos relacionadas ao efeito de exercícios e do índice metabólico do cidadão a respeito da dieta assim como foram testadas - e derrubadas - pelo experimento. Exercícios são capazes de auxiliar a pessoa a perder peso, mas com frequência ela fica menos ativa depois de se exercitar, o que anula amplo porção dos privilégios que a atividade física teria trazido. A forma mais efetiva de se perder peso é quase sempre modificar a dieta, os cientistas ressaltam. Outro vasto mito filiado a dietas é o efeito do índice metabólico sobre o assunto o emagrecimento, diz Jebb.


O índice metabólico tem a acompanhar com a velocidade com a qual seu corpo digere o alimento e o transforma em energia. Esse modo poderá ser afetado por enormes fatores, como a idade, gênero e tamanho. Com periodicidade, pessoas obesas encontram que não podem perder peso visto que têm um metabolismo demorado, e que pessoas magras têm metabolismos mais rápidos. Jebb. "São necessárias mais calorias pra manter seus corpos em funcionamento, é como um automóvel maior que usa mais combustível". A pesquisadora explica que o índice metabólico corta à quantidade que você perde peso. Um teste feito como divisão do estudo contou que, em média, o índice metabólico de todos os membros caiu 5 por cento à proporção que eles emagreceram. Essa "contra-partida biológica" dificulta o emagrecimento a longo tempo para todas as pessoas. É então que o peso de uma pessoa que faz dieta se estabiliza a partir de um ponto. Coletivamente, os 75 membros perderam 654 kg. O grupo dos que que sentiam desejo permanente de comer teve mais problema. A classe dos que não conseguem parar foi a que perdeu mais peso.


Com as férias que o fim de ano e o inicio do ano novo nos proporcionam a maioria das pessoas resolve por usufruir estes dias belos viajando e conhecendo outros lugares. Como resultância não conseguimos resistir às tentações que essas cidades tem a dar no momento em que o tema é alimentar-se das mais variadas comidas. Porem, sabemos que o defeito surge logo após e esse defeito podes ser conhecido como exagero de peso. Pensando em como evitar este probleminha, destacaremos com o objetivo de vocês dez dicas pra manter a maneira nas férias e não se culpar depois de ter acumulado aquela gordurinha localizada.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *